Curta a nossa página
17/06 10h46 2017 Você está aqui: Home / Personalidade UOL Imprimir postagem

Frank Aguiar assume uso de Santo Daime e atribui sucesso na carreira a ritual

Frank Aguiar não tem dúvidas que vive o seu melhor momento profissional, afinal são 25 anos de carreira e uma média de 25 apresentações por mês, e, para ele, as realizações são fruto de sua descoberta do Santo Daime há um ano no Acre.

Frank reúne amigos e seguidores do Santo Daime em sua casa na Cidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo (Reprodução / Instagram)

“Fui fazer um show em Rio Branco e estive em um sítio que tinha um ritual. Tomei o chá ayahuasca e tive uma experiência maravilhosa, a mais incrível e a minha vida mudou muito”, conta.

“Já vinha em um processo de autoconhecimento com palestras de inteligência emocional, Reiki e outras práticas espirituais para evoluir para me sentir melhor comigo mesmo e eu só consegui nesse encontro com essa doutrina divina. Sei que muitas pessoas vão me condenar, mas eu recomendo essa experiência.”

O Cãozinho dos Teclados também revelou que é frequentador de algumas reuniões do Santo Daime na casa de amigos em São Paulo e em instituições espalhadas pelo Brasil e explicou sua relação com a ayahuasca, o chá alucinógeno usado nos rituais.

“Ele não vicia e não é como cigarro ou bebida alcoólica. É um chá feito com plantas de força altamente natural sem processo químico, totalmente legal e aprovado pela Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] para ser usado para fins religiosos, para cura espiritual”, explica Frank, que diz não ter levado a família para a doutrina.

“Minha mulher respeita, meus filhos e todos meus irmãos. Não convido ninguém nem pego uma pessoa pelo braço e obrigo a tomar o chá. Conto a minha experiência e de como me tornei um cara rico no sentido espiritual. Eu achava que era rico porque tinha fama, poder, dinheiro e depois dessa experiência eu descobri que riqueza maior pode estar dentro de nós”, esclarece.

“Sei que vou levar críticas por assumir Santo Daime, mas perdoo a todos”, diz.

Recentemente, entre amigos, ele teria dito que gostaria de comprar uma terceira fazenda – ele já tem uma em Goiás e outra no Mato Grosso – para a plantação de ervas do chá: o cipó mariri (Banisteriopsis caapi) e a chacrona (Psychotria viridis). Mas à reportagem do UOL, ele foi lacônico. “Por enquanto não tenho intenção de comprar outro imóvel.”

Vida política

Ex-vice prefeito de São Bernardo e deputado federal – não foi reeleito nas eleições de 2014 – Frank afirma ter deixado a política de vez. Mas revelou ter sido convidado para ser senador pelo Piauí, seu Estado natal.

“Acredito que tenho uma história de vida linda de luta, superação e talento. Vivemos em um período que a sociedade está generalizando a figura da político e eu não mereço passar por aí e ouvir ‘ladrão’. Nem todos os políticos são ladrões e existe bons e maus profissionais em todos os setores da sociedade. Acho que eu já dei a minha contribuição para a política.”


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas