Curta a nossa página
00/00 16h15 2017 Você está aqui: Home / Cidades Emanuel Vital Imprimir postagem

Estudante de medicina é preso no Piauí suspeito de fraude em vestibular

Um estudante de medicina foi preso no município de Anísio de Abreu ( a 568 km de Teresina) suspeito de participar de fraude no vestibular na cidade de Goianésia, no Estado de Goiás. Ele estava foragido juntamente com três candidatos.

Polícia Civil de Goiás prendeu cinco pessoas na última na sexta-feira (7) suspeitas de fraudar vestibulares de medicina. As vagas eram vendidas por valores entre R$ 80 mil e R$ 120 mil para candidatos que se inscreviam em faculdades de vários locais do país.

O delegado Ramon Brito Cavalcante, da delegacia de São Raimundo Nonato, confirmou a prisão. O delegado está de licença médica, mas contou detalhes do cumprimento do mandado de prisão.

Segundo ele, a polícia de Goiás entrou em contato com o Grupo de Policiamento do Interior do Piauí e pediu para efetuar a prisão do estudante. 

O estudante de Lucas Souza Soares é suspeito de se beneficiar da  quadrilha especializada em fraudar o vestibular. Ele é piauiense e natural de Anísio de Abreu. Estava cursando o terceiro período de medicina.

Ele foi preso na residência de uma tia na cidade de Anísio de Abreu. Lucas estudava na faculdade Unifan de Aparecida de Goiânia e conseguiu transferência para a faculdade Unig do Rio de Janeiro.

A Polícia de São Raimundo Nonato divulgou a foto do preso. O estudante está na delegacia da cidade e aguarda para ser transferido para Góias. 

Como funcionava o esquema

A investigação da Polícia de Goiás confirmou que a quadrilha  movimentou R$ 5 milhões em seis meses com fraudes em vestibulares de medicina.

A fraude foi descoberta com ajuda de um delegado que se passou por fiscal de prova. 

As investigações apontam que 110 pessoas de doze Estados e do Distrito Federal procuraram os fraudadores. Mais da metade conseguiu as vagas. Em uma mensagem de celular localizada pela Polícia Civil, uma estudante pergunta como funciona o esquema e o criminoso responde: “Tenho por gabarito no celular, 80 mil, e direta por 120 mil”.

 

Cidadeverde

 


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas