Curta a nossa página
11/06 21h26 2019 Você está aqui: Home / Educação Emanuel Vital Imprimir postagem

Dezenas de alunos desmaiam em escola do Piauí em possível caso de histeria coletiva; entenda

Pelos menos 20 alunos de uma escola no Norte do Piauí tiveram desmaios simultâneos e foram internados no hospital municipal nesta terça-feira (11/06). As autoridades chamaram o caso de “surto coletivo”. O problema teria começado há algum tempo quando vários estudantes alegaram ter visto espíritos ou ter vivenciado experiências sobrenaturais na unidade.

As informações foram confirmadas ao OitoMeia pela Secretaria de Educação do Piauí (Seduc). O cenário de pânico foi registrado na Unidade Escolar Otávio Falcão, localizada no município de Porto, distante 197 km de Teresina. De acordo com informações da imprensa local, além dos desmaios, diversos alunos também apresentaram crises de choro, tremedeira e pressão baixa.

O clima de pânico se instalou e áudios sobre o caso foram compartilhados em grupos de WhatsApp, especulando que as crises seriam atribuídas a ataques de “espíritos” de ex-alunos que morreram. Testemunhas afirmaram que haveria estudantes vulneráveis entre os que passaram mal. Eles já recebiam apoio psicológico por depressão e automutilação.

SEDUC DESCARTA SUSPEITA DE INTOXICAÇÃO

A Seduc afirmou que investigará os fatos que ocasionaram a internação dos 20 alunos. À princípio, foi descartada qualquer forma de intoxicação, seja ela alimentar ou por ingestão da água disponível na escola. Por isso, a Seduc irá enviar uma equipe multiprofissional para fazer uma avaliação completa da situação e descobrir as possíveis causas de tal ocorrência.

ESTUDANTES PODEM TER SOFRIDO ‘HISTERIA COLETIVA’, DIZ PSICÓLOGA

Os julgamentos de Salem foram um caso icônico de histeria coletiva (Foto: WIKIMEDIA)

Com base nas informações da imprensa, a psicóloga Layse Policarpo disse ao OitoMeia que o caso ocorrido com os 20 alunos em Porto do Piauí pode ser avaliado como “histeria coletiva”. O termo é definido por crenças falsas ou exageradas que se espalham rapidamente dentro de uma população, provocando medo.

Tais episódios geralmente ocorrem dentro de pequenos grupos de pessoas, todas muito próximas, em ambientes fechados. Em alguns casos, trata-se de uma única pessoa desencadeando um episódio coletivo, que então é  prolongado por fatores diversos.

“Os jovens ficam compadecidos com as supostas mortes, porque são pessoas de realidades bastante próxima. Alguns já passaram por situações com algum tipo de sofrimento. Quando os adolescentes veem o sofrimento do outro isso acaba atingindo eles também”, apontou a psicóloga.

Vários casos famosos de histeria coletiva já foram registrados em todo o mundo. Um dos episódios mais famosos ficou conhecido como “Os julgamentos de Salem” e já ganhou até mesmo seriados de TV. Relatos afirmam que dezenas de meninas tiveram surtos nos quais gritavam e se contorciam sem parar. Os episódios fizeram com que elas fossem acusadas de bruxaria, julgadas e 25 delas foram mortas pelo “crime”, em Massachussetts, nos Estados Unidos, entre 1692 e 1693.

No Ceará, uma escola também passou por algo parecido. Em 2010, uma escola da região teve as aulas interrompidas após um caso de surto coletivo. Dezenas de alunos entre 12 e 19 anos diziam ver o espírito de um estudante que havia morrido. Vários adolescentes entravam em um tipo de transe ao estar dentro da escola, o que fez com que um boato de que a instituição seria assombrada surgisse.

 

Oitomeia


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas