Curta a nossa página
23/12 12h52 2019 Você está aqui: Home / Geral Emanuel Vital Imprimir postagem

Piauí mantém o maior percentual de trabalhadores sindicalizados do País

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou as Características Adicionais do Mercado de Trabalho 2012 – 2018. O estudo traz informações suplementares obtidas na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnadc).

Nele, estão disponíveis dados e análises sobre os seguintes indicadores: associação a sindicato, registro no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), associação à cooperativa de trabalho e produção; local do estabelecimento, entre outros. 

Entre 2012 e 2018, verificou-se redução de 9,92% no número de pessoas ocupadas que estavam associadas a sindicatos no Piauí. Ainda assim, o Estado se manteve em primeiro lugar no percentual de pessoas associadas a sindicatos no país, com 23,2% do total de trabalhadores em 2018. 

Desde o início da pesquisa, em 2012, o Piauí é o Estado com maior percentual de sindicalizados do Brasil. Piauí, Pernambuco e Sergipe são os únicos Estados do Brasil a apresentar variação percentual positiva do índice de sindicalização entre 2017 e 2018. Dentre eles, o que apresentou maior variação positiva foi Sergipe (1,2%). Já entre as variações negativas, o maior valor foi registrado no Distrito Federal (-4,5%).

Houve também o aumento do número de pessoas que trabalham por conta própria com registro em CNPJ, mas a maioria continua na informalidade. Segundo o IBGE, cresceu em 115,93% o número de pessoas que trabalham por conta própria com registro no CNPJ entre 2012 e 2018, no Piauí. 

Apesar disso, 89,3% do total desses trabalhadores continuavam na informalidade, ou seja, sem registro no CNPJ, de acordo com os dados de 2018. O aumento no percentual de pessoas ocupadas por conta própria com registro no CNPJ deslocou o Piauí da segunda menor posição nesse quesito para a décima segunda menor no período de 2012 para 2018. 

Cerca de 68,6% dos empregadores do Piauí possuíam CNPJ em 2018. De 2012 a 2018, houve aumento de 35,83% no quantitativo de empregadores que formalizaram seus negócios no Estado. Esse crescimento no número de empregadores com CNPJ no Piauí deslocou o Estado da segunda menor posição no quesito para a décima primeira menor entre 2012 e 2018.

 

O dia


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas