Curta a nossa página
19/02 09h45 2020 Você está aqui: Home / Política Emanuel Vital Imprimir postagem

Vereador Veloso diz que presidente de Sindicato tentava induzir professores em Colônia do Piauí

O vereador Francisco Veloso Neto (PODEMOS) falou ao folhadeoeiras sobre a situação envolvendo ele e o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais da Educação em Colônia do Piauí – SINSECOPI.

O sindicato afirma que durante a sessão de abertura dos trabalhos no legislativo em Colônia do Piauí, o presidente sindical, Edinaldo Damasceno Figueiredo teve sua fala interrompida de forma grosseira e desrespeitosa pelo vereador.

Veloso informa que realmente falou alterado, porem a sua manifestação foi no sentido de conter a fala do presidente que segundo o legislador estava induzindo a categoria a ficar contra a prefeitura de Colônia do Piauí. “ Não gostei de como o dirigente sindical se pronunciou. Ele – Edinaldo Damasceno- disse que a Secretaria Municipal de Educação estava querendo perseguir a classe. No momento de nossa intervenção, o presidente sindical estava falando que quando o município aumenta o tempo da aula de 50 minutos para 60 minutos estaria prejudicando a classe dos professores”, explicou.

Ainda de acordo com o vereador, não existe ilegalidade nessa mudança que deve acontecer em 2020. “Essa mudança é uma orientação do Ministério Público do Piauí e também do Tribunal de Contas do Estado -TCE. Esses órgãos querem assegurar os 200 dias letivos e a carga horária para os alunos e sem prejuízo aos educadores também. É uma recomendação e não uma perseguição. Se a Secretaria de Educação não fizer assim, vai ter que responder legalmente pelo não cumprimento. Não somos contrários à classe, ela tem sim todo direito em reivindicar”, completou Veloso.

 

Redação|Folhadeoeiras

 


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas