Curta a nossa página
13/06 12h52 2020 Você está aqui: Home / Política Emanuel Vital Imprimir postagem

Deputado Bessah Filho solicita explicações sobre demissões de comissionados e terceirizados no PI

A Assembleia Legislativa aprovou na sessão virtual de hoje (09) um requerimento do deputado B. Sá (PP) pedindo explicações da Secretaria de Administração sobre as razões que fizeram com que servidores terceirizados e comissionados demitidos no início do mês passado não tenham tido o seu desligamento sido comunicado ao INSS e ao Ministério da Economia. Segundo ele, apesar de demitidas essas pessoas ainda constam dos cadastros dos órgãos federais como empregados, o que os impede de receberem o auxílio emergencial e o seguro-desemprego.

O deputado B. Sá disse que tem recebido diversas reclamações desses servidores que, tecnicamente, continuam empregados e não recebem salários e nem outros benefícios.  Gessivaldo Isaias (Republicanos) disse que tem sido procurado por pessoas nessa situação e pediu para subscrever o pedido o mesmo acontecendo com o deputado João Madison (MDB), que é co-autor da solicitação.

Na mesma sessão foram aprovados os requerimentos verbais da deputada Teresa Britto (PV) e do deputado Marden Menezes pedindo voto de pesar a ser encaminhados às famílias do padre Manoel Matos do dentista Eutrópio Monteiro, falecidos neste final de semana. O padre foi capelão da Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Assembleia Legislativa. Outro foi vereador de Piripiri em três mandatos e vice-prefeito.O deputado Ziza Carvalho (PT) pediu esclarecimentos à Secretaria de Segurança e à Polícia Militar sobre a denúncia de que policiais estavam praticando criminalidade em Simplício Mendes, extorquindo comerciantes vendendo drogas da porta de escolas e comercializando objetos roubados. Ele obteve o apoio de Gessivaldo Isaias e B. Sá, que disseram que receberam esse mesmo tipo de denúncia em várias cidades.

 

ALEPI


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas