Curta a nossa página
18/05 23h25 2015 Você está aqui: Home / Charges Claudevândio Macedo Imprimir postagem

Somente este ano, 11 crianças foram vítimas de abuso sexual em Oeiras

A conselheira ressalta que são os casos que chegam ao conhecimento do conselho, mas acredita que os números podem ser ainda maiores.

Nesta segunda-feira, 18, celebra-se o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data que representa um marco na luta em defesa dos direitos da população infanto-juvenil brasileira. Entretanto, o tempo não é para comemorações. Diante disso, a Cristo Rei FM, realizou debate sobre o tema com objetivo de avaliar a realidade do Piauí em especial de Oeiras.




A mesa redonda aconteceu no Programa “Manhã na Educativa” apresentado pela Lúcia Vasconcelos e contou com a participação de Cristina machado Caritas Diocesana, Irmã Penha pastoral da Criança,AdalJerry Ferreira do Creas e Maria Medianeira  do Conselho Tutelar de Oeiras.

 


Em sua fala a emissora,  Maria Medianeira do conselho tutelar, afirmou que somente este ano de janeiro a maio, foram registrados  em  11 casos de abuso sexual a crianças e adolescentes em Oeiras. Ela ressalta que são os casos que chegam ao conhecimento do conselho, mas acredita que os números podem ser ainda maiores.

 


Para Adaljerry Ferreira do Creas "Existe uma diferença entre explorar e abusar, embora a situação de exploração geralmente envolva o abuso sexual, quando falamos na exploração estamos nos referindo àquele tipo de violência que possui fins comerciais e tem como intermediário o aliciador,  pessoa que lucra com a venda do sexo com meninos e meninas. Já o abuso sexual não envolve a relação comercial e, geralmente, é praticado por adultos próximos à criança e ao adolescente, muitas vezes pessoas com parentesco ou com outras relações – como padrastos e madrastas"concluiu.

 

 

Para Cristina Machado da Caritas Diocesana “É preciso que nos unamos e não fiquemos calado diante desta realidade uma vez que na maioria dos casos a violência se encontra dentro de casa”.

 


As denúncias podem ser feitas ao "Disque 100”, criado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. ou junto ao Creas e o conselho tutelar de Oeiras pelo 3462 - 3576 (Conselho Tutelar) ou 3462 – 3776 (Creas) é assegurado o síngilo do (a) denunciante.
 


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas