Curta a nossa página
19/05 14h23 2015 Você está aqui: Home / Charges Emanuel Vital Imprimir postagem

Mauro Tapey avalia que força do governo foi decisiva para sua derrota

Após ser derrotado para a vaga de novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), Mauro Tapety, ex-deputado estadual pelo PMDB, compartilhou da mesma avaliação de seus apoiadores. Segundo sua base de sustentação, a interferência do governo foi decisiva na escolha de seu principal adversário: o prefeito de Picos e companheiro de partido, Kléber Eulálio, que obteve 18 votos e foi eleito conselheiro do TCE-PI.

Mauro Tapetey, ex-deputado estadual, conquistou apenas 11 dos 30 votos dos parlamentares; Foto: Lídia Brito / O Olho 

“Nós lutamos, fizemos a nossa parte, mesmo sabendo da dificuldade com a mobilização do governo. Ainda assim estamos satisfeitos, mas esperava vitória como algo natural”, disse Mauro Tapety.

Deputado João Mádison (PMDB) foi o principal articulador da campanha de Mauro ao TCE-PI Foto: João Alberto / O Olho 

Já na avaliação do deputado estadual João Mádison (PMDB), principal articulador da candidatura de Mauro no parlamento piauiense, a base governista agiu de forma intensa na viabilização da vitória de Kléber.

 

“O governo e o presidente da Assembleia, que jogou pesado, são fortes, e isso foi mostrado nessa eleição. Mas também mostrou que nessa Casa tem a voz da independência. Ganhar e perder faz parte do jogo”, avaliou João Mádison.

 

Ainda na visão do deputado, os votos concedidos a Mauro Tapety representam a demarcação da bancada oposicionista no parlamento. “Ficou bem claro que estes 11 votos são da oposição. Esperávamos mais votos que não saíram”, revelou João Mádison.

 

O deputado negou possível traição, como aconteceu na eleição para a presidência da Assembleia. “Não foi traição. Foi a consciência de cada um que falou mais alto”, defendeu.

 

OPOSIÇÃO ESTÁ FORTALECIDA, DIZ ROBERT RIOS  

        

"Governo ainda tem apenas14 votos. Essa eleição demonstrou a fortaleza da oposição", diz Robert Rios; Foto: João Alberto / O Olho 

O líder da oposição na Assembleia, deputado estadual Robert Rios (PDT), disse que a oposição está demarcada no parlamento e que sai fortalecida. “A oposição está de pé. Doze deputados desta Casa disseram não ao assédio do governador e do presidente Themístocles Filho”, frisou.

 

Robert Rios ainda comparou a eleição do TCE-PI à campanha para a presidência da Assembleia, realizada no início deste ano. “O governo, com nove suplentes na Casa, mostrou que tinha 14 votos, e agora juntou com mais o do Themístocles e mais que ele arranjou. A força do Themístocles continua sendo a dele mais dois votos e a do governador Wellington Dias continua sendo 14 votos”, avaliou o líder da oposição.

 

Mauro também recebeu voto do vice-líder do governo, o deputado estadual Júlio Arcoverde (PP). O voto dado ao candidato ao TCE-PI apoiado pela oposição se deu a partir de relações de amizade e familiares que Júlio e Mauro possuem.

 

Oolho


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Notícias relacionadas